06/08/2021 às 16h36min - Atualizada em 06/08/2021 às 16h36min

Cacoal continua sem voos!

Expectativa da Azul era retomar os voos em Cacoal nesta primeira semana de agosto. Aeroporto Capital do Café se quer tem previsão para o retorno dos voos comerciais

Tribuna Popular

Sem voos há mais de um ano devido à pandemia da covid-19 e às obras de reforma e ampliação no Aeroporto Capital do Café, os voos comerciais que, segundo a Azul, retornariam em agosto, permanecem suspensos em Cacoal.

De acordo com o Major BM Philipe Rodrigues Maia Leite, Coordenador de infraestrutura aeroportuária do Departamento de Estadas de Rodagem e Transportes (DER/RO) ainda não há previsão para o retorno dos voos comerciais no Aeroporto Capital do Café.

No início de junho, os voos da Azul entre Vilhena e Cuiabá (MT) voltaram a operar no dia 07. Em Ji-Paraná, o aeroporto José Coleto voltou a receber os voos domésticos da companhia no dia 1º de julho, após um ano e três meses de suspensão.

Já em Cacoal, o atraso na construção da cerca patrimonial pode ser o principal motivo a retardar a retomada dos voos. Segundo informações, a morosidade da empresa contratada para a construção da cerca patrimonial no Aeroporto Capital do Café tem gerado preocupação nas autoridades há semanas. A cerca é fator determinante para a retomada dos voos, sendo uma exigência da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). No aeroporto cacoalense, ela deve medir algo em torno de 8 mil metros de extensão. Segundo fontes de Tribuna Popular, os trabalhos mal chegaram na metade.

Desde a suspensão do voos, o aeroporto está passando por uma grande reforma. Sob responsabilidade do DER, está praticamente concluída a reforma e ampliação do terminal de passageiros (TPS), que praticamente dobrou de tamanho. Além disso, uma série de adequações foram feitas, como no sistema viário de acesso ao estacionamento de veículos, ajustes do sistema viário e nas vias de serviços internas e no pátio de aeronaves e instrumentação para que o Aeroporto Capital do Café possibilite as operações por instrumentos. Com isso, voos deixarão de arremeter caso o piloto não tenha a visualização completa e adequada da pista, podendo ser guiado por instrumentos.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://ofatoagora.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp