10/11/2021 às 16h16min - Atualizada em 10/11/2021 às 16h16min

PREOCUPAÇÃO: Quase 400 mil pessoas não retornaram para tomar a segunda dose

Secretário revelou que covid-19 está mais resistente aos vacinados, já para os não vacinados a situação é diferente.

Rondoniaovivo

O Secretário Estadual de Saúde, Fernando Máximo, concedeu entrevista ao ‘Conexão Rondoniaovivo’, da última segunda-feira (8). Ele relatou a preocupação com o aumento do número de casos e internações dos últimos dias e a escassez no retorno para tomar a segunda dose.

“A gente tem observado, isso de 30 dias para cá, que começou a ter uma pequena subida de novo. Especialmente número de casos ativos, número internados, mas nada muito expressivo, mas é um alerta e as pessoas devem continuar se vacinando”, anunciou o secretário.

400 mil sem vacina

Aproveitando o espaço, Fernando Máximo, revelou que aproximadamente 400 mil pessoas não retornaram para tomar a segunda dose da vacina contra covid-19. “Eu já quero fazer um apelo aqui, para as pessoas irem se vacinar. Quem tomou a primeira dose e não foi tomar a segunda dose, por favor, vai lá tomar a segunda dose.

Teve gente que não tomou nem a primeira ainda, pior ainda”, alertou Máximo.

O secretário comentou sobre a resistência das pessoas em procurem os postos de vacinação para receber o imunizante e exemplificou o caso de um senhor lá da cidade de Costas Marques (RO). “Eu falei pra ele, irmão, imagina que os médicos cientistas que fizeram as vacinas já foram vacinados, os ministros de saúde do mundo inteiro vacinados, os secretários estaduais de saúde todos foram vacinados, os médicos do Brasil, a grande maioria, 99.9% vacinados. Será que esse pessoal todo que faz ciência, que estuda, que desenvolve vacina, não sabe de nada? Ou será que elas não
estão estudando, que eles estão querendo se suicidar?”, questionou Máximo.

O secretário disse que após essa conversa, o idoso decidiu tomar a vacina. “Ele olhou para mim e falou assim, olha ninguém nunca tinha me convencido a vacinar. Hoje eu vou vacinar, eu falei, então vamos lá agora”, afirmou.

Aumento de casos

O gestor da Saúde de Rondônia, revelou também que a cidade que mais está sendo afetada com esse novo aumento no número de casos é Ariquemes. “Nós fizemos três reuniões na semana passada, porque começou a ver um aumento no número de casos no estado de Rondônia, e a secretária de Ariquemes, que é um dos municípios que está mais aumentando no estado, ela estava falando que os pacientes que estão internados na UTI e clínica de Ariquemes, a grande maioria, não tomou a vacina e os que estão falecendo, são pacientes que não foram vacinados”, revelou.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (Sesau), a última atualização de ontem (8), aponta que 2.171 pessoas estão ativas com o vírus. Desses, 543 são apenas de Ariquemes, cidade que concentra o maior número de casos.

A Sesau revela ainda que 85 pessoas estão internadas nas redes públicas e privadas.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://ofatoagora.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp