26/10/2021 às 08h15min - Atualizada em 26/10/2021 às 08h15min

Pessoas que completaram 180 dias de imunizadas já podem receber a dose de reforço da vacina contra a covid-19

SECOM

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), reforça a orientação para que as pessoas que já completaram 180 dias de vacinadas contra a covid-19, procurem uma Unidade de Vacinação para que possam receber a terceira dose (reforço) do imunizante, que garante a eficácia da vacinação.

Até segunda-feira (25), 28.106 pessoas receberam a dose de reforço em Rondônia, entre elas estão idosos e profissionais de Saúde, mas estão aptos, todos que completarem os 180 dias após a administração da segunda dose, dependendo se o município detiver imunizantes na hora da procura do cidadão. É o que explica Gilvander Gregório de Lima, diretor geral da Agevisa.

“Não estamos sofrendo com a falta de vacinas. Pelo contrário, somente no último sábado (22), Rondônia recebeu do Ministério da Saúde mais de 50 mil doses de vacinas Pfizer, imunizante utilizado na terceira dose”, lembra o diretor.

Seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde, no estado de Rondônia todas as pessoas são vacinadas com a terceira dose com o imunizante Pfizer (vacina de escolha), independente de qual vacina tomou na primeira e segunda dose. É a chamada intercambialidade, que está em franca utilização em todo o País.

Outro fato que deve ser observado em relação à administração da terceira dose diz respeito às pessoas imunossuprimidas. Para este público, a terceira dose deve ser aplicada 28 dias após a segunda dose. “Seguimos à risca as orientações de todas as Notas Técnicas emitidas pelo Ministério da Saúde. Foge à regra somente a antecipação da segunda dose, que em Rondônia reduzimos o prazo para 28 dias, após acordo entre o Estado e os municípios”, esclarece o diretor.

REDUÇÃO DO PERÍODO 

Outro detalhe que o diretor Gilvander Gregório faz questão de esclarecer é a redução do período entre a primeira e segunda dose da vacina contra a covid-19 para 28 dias. Isso porque no estado de Rondônia alguns municípios já acenavam para a possibilidade de estocar vacinas. Para evitar essa situação, o período entre doses foi reduzido e os municípios contam, também, com a possibilidade de ceder/fornecer vacinas entre municípios e Regionais de Saúde, mediante acordo entre as partes. A antecipação das doses para 28 dias é prevista nas bulas dos imunizantes Astrazeneca, Pfizer e Coronavac, utilizados no Brasil.

Até o momento, de acordo com informações do Painel Covid-19, no estado de Rondônia,, 1.159.808 (89,7%) da população vacinável tomou a primeira dose da vacina; 745.555 (57,6%) recebeu a segunda dose; 31.586 (2,4%), dose única e 28.106 (2,2%) a terceira dose (reforço).


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://ofatoagora.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp