05/10/2021 às 19h19min - Atualizada em 05/10/2021 às 19h19min

Briga em 2017 pode fazer Felipe Melo responder à Justiça uruguaia antes da final da Libertadores

Volante foi intimado a depor depois da briga contra o Peñarol, mas não voltou mais ao país

GLOBOESPORTE.COM

O departamento jurídico do Palmeiras está em contato com a Justiça no Uruguai por conta da briga em que Felipe Melo se envolveu no jogo contra o Peñarol, em 2017.

Na época, o jogador foi intimado a prestar depoimentos pela promotoria pública de Montevidéu, mas ele já tinha voltado ao Brasil e desde então não retornou ao país, que receberá a final da Copa Libertadores, dia 27 de novembro, entre Palmeiras e Flamengo.

omo agora está prevista a volta do volante ao Uruguai, o clube contratou um advogado no país para acompanhar o caso.

 

Apesar do cuidado por parte do departamento jurídico palmeirense, o Ministério Público do Uruguai havia pedido a detenção apenas para prestar esclarecimentos em 2017, como fez com jogadores do Peñarol.

A confusão aconteceu depois da vitória alviverde por 3 a 2 no estádio Campeón del Siglo, em que os jogadores do Peñarol acusaram Felipe Melo de provocá-los. O soco do camisa 30 em Matías Mier foi apenas parte de uma confusão generalizada, que envolveu ainda torcedores das duas equipes e membros das duas delegações no túnel que dá acesso aos vestiários.

Felipe Melo foi titular nos jogos da semifinal da Libertadores contra o Atlético-MG e teve papel importante na classificação palmeirense.

O capitão alviverde tem contrato até dezembro e, embora o presidente Maurício Galiotte já tenha dito que não irá renovar seu vínculo, ele ainda aguarda um contato da próxima gestão, que assumirá em dezembro. Leila Pereira é a candidata única na eleição presidencial.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://ofatoagora.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp